mostrar mensagem ]

Comunicados Oficiais - UNIARA (COVID-19)

Em virtude da pandemia global de COVID-19, as atividades da Universidade de Araraquara - Uniara sofreram alterações.

Clique aqui e confira todos os comunicados oficiais da Instituição.

ocultar ]

UNIARA

Ageuniara

Furto de veículo pode ser evitado

Por: ALVARO TANIGUTI

30/05/2005

Dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP), do Estado de São Paulo, revelam queda no número de furtos e roubos de veículos, em Araraquara(SP), no primeiro trimestre de 2005, em comparação ao mesmo período do ano anterior.De janeiro a março deste ano, 66 furtos foram registrados na cidade, contra 68 em 2004.

Os veículos levados em roubos (em que a subtração se dá através de grave ameaça ou violência) também diminuiu. No ano passado foram nove casos. Este ano foram apenas seis.

A frieza das estatísticas e dos boletins de ocorrência lavrados pela Polícia escondem histórias capazes de aborrecer qualquer cidadão de bem.Histórias de pessoas que, em questão de minutos ou horas, ficam sem o único meio de transporte próprio, usado para a condução de familiares em tratamento médico ou como ferramenta de trabalho, além de tantas outras aplicações, que têm em comum o fato do veículo não ser um objeto de status ou lazer, mas sim de necessidade.

A angústia que a vítima sente ao perceber que seu carro não está mais no local de estacionamento é comparada a sensação de perder o chão sob os pés. O desespero, a revolta e a indignação tomam conta em seguida.

A Polícia é chamada e, em minutos, o registro do furto de veículo está concretizado. Resta à vítima torcer para que seu carro seja usado pelo ladrão somente para dar um passeio, abandonando-o em algum ponto da cidade.

A realidade mostra, na maioria das vezes, o contrário. O delegado Jesus Nazaré Romão, da Delegacia de Investigações Gerais(DIG) de Araraquara(SP) detalha que os veículos levados pelos ladrões têm destinações diferentes.“Tanto os novos como os antigos servem para a clonagem ou montagem de um dublê, que consiste em transformar um veículo roubado ou furtado em outro com as mesmas placas e documentos de um original, que por sua vez, circula sem saber que existe uma cópia ilegal. Os carros mais antigos também podem ser levados para desmanches clandestinos, onde as peças são vendidas separadamente”, afirma.

Quanto à destinação dos veículos subtraídos, o comandante da 3a Companhia de Polícia Militar de Araraquara, capitão Humberto Gouveia Figueiredo, suspeita que são levados para outras cidades onde são desmanchados. “Muitos foram encontrados a caminho de São Carlos, o que nos faz supor que estejam sendo levados para aquela direção”,afirma.

Em relação aos documentos "fabricados", o delegado Romão cita casos de delegacias de trânsito que tiveram "espelhos" em branco levados por quadrilhas, que os comercializam para a clonagem: “Há registros recentes em Rio Claro(SP) e Lençóis Paulista(SP). Eles entram em circulação como se fossem originais”, diz.

Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/