Ageuniara

Tratamento odontológico diminui risco de parto prematuro

Por: NATALIA MARIA CASAGRANDE

07/10/2004

O tratamento odontológico tem se tornado um fator importante durante o pré-natal. Previne inúmeros problemas relacionados à gestação, porém algumas pessoas desconhecem essa importância.

Segundo a especialista em odontopediatria, Dra. Luciana Matosinho, os cuidados com os dentes devem ser redobrados, nessa fase, pois as gestantes passam por inúmeras transformações fisiológicas.

"A gravidez não é responsável pelo aparecimento de cáries e nem pela perda de minerais dos dentes da mãe, mas o aumento da atividade cariogênica está relacionado com a alteração da dieta e com a presença da placa bacteriana, causada pela limpeza inadequada dos dentes", explica a Dra.Luciana.

Porém, no início da gravidez o cirurgião dentista deve se preocupar com a orientação preventiva, pois caso haja necessidade de tratamento odontológico, este deve ser realizado imediatamente, pois pode prejudicar a saúde da gestante e do bebê.

O melhor período para realizar um tratamento dentário é entre o quarto e o sexto mês de gestação, mas ainda existem dúvidas e crenças em relação ao risco que esse tratamento pode trazer ao bebê.

"As conseqüências da dor ou de uma infecção que pode se disseminar no organismo materno tem seqüelas muito mais prejudiciais à mãe e ao feto do que aquelas decorrentes de um tratamento odontológico”, afirma Dra. Luciana.

Segundo o ginecologista Paulo Soares, as mulheres grávidas que desenvolvem doenças, na cavidade bucal, possuem o aumento da substância prostaglandina, que desenvolve o risco de darem a luz a bebês com baixo peso e prematuros.

Impossibilidade de tratamentos prolongados, especialmente com a paciente deitada em posição de decúbito dorsal; atenção à prescrição de medicamentos e cuidados na utilização de raio X, são as limitações que envolvem o tratamento dentário em gestantes.

"O período gestacional é um momento único para informar, orientar e educar sobre a saúde bucal, pois as mulheres grávidas encontram-se mais receptivas de conhecimentos, o que possibilita uma gestação tranqüila e filhos saudáveis”, finaliza Dr. Soares.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/