Ageuniara

Cedro Mulher há doze anos trabalha por Araraquara

Por: DENIZE SIMONY JANUARIO

20/08/2004

O Centro de Defesa dos Direitos da Mulher(Cedro Mulher), atua há doze anos em Araraquara (SP).

É uma organização Não Governamental (ONG) criada para benefício das mulheres que sofrem de algum abuso ou violência física, psicológica, discriminação e preconceito.

Ele foi criado a partir da iniciativa de algumas mulheres indignadas com a violência contra as próprias mulheres em 1992.

Segundo dados fornecidos, durante seu tempo de existência, o Cedro tem conseguido implantar leis e políticas públicas que beneficiam as mulheres da cidade e lugares onde elas podem ser atendidas como a Casa Abrigo para Mulheres Vítimas de Violência "Alaide Curanaga" e o Centro de Referência da Mulher.

Casos bárbaros de violência contra mulher são encaminhados até o Cedro onde a mulher encontra apoio e defesa.

O último caso registrado no Cedro foi o assassinato da ex-esposa do vereador Cascavel, Elisângela, morta com sete tiros há aproximadamente duas semanas. A polícia ainda investiga o fato para a descobrir o assassino.

A diretoria do Cedro é formada por seis mulheres e é presidida por Gizella Gomides Castro. A sede se localiza na Avenida Feijó, 551, sala E, no Centro da cidade.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/