Ageuniara

MAPA é uma das principais referências de preservação do Estado

Por: BRENDA SILVA SOARES BENTO

05/09/2017

O Museu de Arqueologia e Paleontologia de Araraquara (MAPA) é uma das principais instituições de preservação do patrimônio arqueológico do Estado de São Paulo e, apesar de pouco conhecido pela população do município, foi inaugurado em 31 de Dezembro de 2008 e reinaugurado em Setembro de 2010.

Com quase uma década de existência, o MAPA trabalha na construção de um museu onde as referências do passado ganham novos significados na construção do futuro.

O local está dividido em dois setores, a parte de arqueologia e paleontologia, incluindo, ao todo, três exposições, duas que são de longa duração e uma que é temporária.

Atualmente, a exposição temporária é a "Descaminhos da Evolução Humana: um pensar sobre as culturas e civilizações", que engloba a evolução humana com duração prevista até janeiro de 2018, já as exposições de longa duração sobre arqueologia e paleontologia são, respectivamente, chamadas de "Múltiplos Olhares" e  "Areias do Passado, Marcas do Presente".

De acordo com a mediadora responsável pelas visitas do museu, Maria Carolina Garcia, todo museu tem uma importância para sua localidade, pois cuida da preservação da memória histórica de uma cidade e região, que para o ser humano é muito importante.

Para ela, existe uma tendência atual de divulgar o espaço, não por questões estáticas, mas para evitar a ideia antiga de que o museu só possui coisas antigas e uma vez que é visitado o local, não é necessário voltar mais. " Contrariando isso, os museus estão investindo em exposições temporárias que mudam com frequência para atrair o retorno dos visitantes, além das exposições interativas, em que a pessoa pode manusear as peças, assistir vídeos, participar de oficinas práticas e lúdicas, ou seja, o museu desenvolve uma extrema importância social ", observa Maria Carolina.

O MAPA é financiado pela prefeitura, que é responsável por toda a manutenção do prédio, envolvendo os gastos físicos, com funcionários, entre outros, e o museu conta com uma importante parceria com uma instituição privada, a Fundação Araporã, que trabalha com licenciamentos ambientais.

O estudante de jornalismo, Ricardo Ferreira, teve a oportunidade de conhecer o local e acha o acervo bem diversificado, sendo uma ótima opção para quem procura conhecer um pouco mais sobre as origens da cidade. Além disso, Ferreira gosta bastante dos fósseis. "É fascinante você saber que está andando pelos mesmos lugares de criaturas do período jurássico", afirma. 

No dia 06 de Setembro, o projeto Histórias Vivas realizará um show de chorinho do grupo Sarambeque as 19h30 no museu, com atividades lúdicas até as 21h.

O MAPA está localizado na Rua Voluntários da Pátria 1485, esquina com a Avenida Portugal, na região central da cidade. O horário de funcionamento é de segunda à sexta-feira das 9h às 17h e aos sábados das 9h30 às 12h. 

Publicada em 05/9/2017 às 20h55.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/