mostrar mensagem ]

Comunicados Oficiais - UNIARA (COVID-19)

Em virtude da pandemia global de COVID-19, as atividades da Universidade de Araraquara - Uniara sofreram alterações.

Clique aqui e confira todos os comunicados oficiais da Instituição.

ocultar ]

UNIARA

Ageuniara

Passagem de ônibus gera polêmica em Araraquara

Por: MIRIAN RAMOS PEREIRA

18/04/2017

No ano passado, a tarifa da passagem de ônibus de Araraquara (SP), teve um reajuste de mais 9%, que subiu o valor de R$ 3,20 para R $ 3,50 para os passageiros. Para os estudantes, que pagam meia tarifa, o valor passou de R$ 1,50 para R$ 1,75. Segundo a Controladoria do Transporte de Araraquara, o aumento foi solicitado numa parceria formada pela Empresa Cruz e pela Viação Paraty, que operam as linhas da antiga Companhia Tróleibus Araraquara (CTA).

A justificativa para o reajuste é o índice inflacionário de 9,38% do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA ), o reajuste salarial dos funcionários do transporte coletivo, de 9%, e o aumento no custo do óleo diesel, de 9,51%. O último reajuste no transporte público da cidade havia sido aplicado em junho do ano retrasado, quando a tarifa passou de R$ 3 para R$ 3,20.

A vendedora de uma loja de 1,99, Fabiola Guedes Alves, 28, mostra sua indignação sobre o preço. ‘’Acho um absurdo, ainda mais pela distância. Pagamos tudo isso e levamos mais de 15 minutos para chegar em casa, sem contar que está bem mais caro, quase o preço que está na capital, que é bem maior que Araraquara. Ônibus quebrados, lotados e, sem contar, a questão do passe. O seu passe, você não pode passar para outra pessoa. Se o passe é seu, você pode fazer o que você quiser. Além de não ter mais cobrador, na maioria dos ônibus, atrapalhando o motorista e os passageiros levando muito tempo para receber o dinheiro de todos, demorando mais ainda para chegar em casa.’’

Outro usuário, o estagiário Rafael dos Santos Nascimento, 23, que também é estudante de publicidade e propaganda e suporte técnico em uma empresa de  Tecnologia da Informação (T.I.) e telemarketing, também está indignado com o aumento das passagens de ônibus, transporte que o locomove todos os dias para o seu trabalho. “ O preço da passagem de ônibus é acima da qualidade comparado aos ônibus de outras cidades que já fui, onde são mais modernos, com o ar condicionado, possuem preços similares, e com a qualidade melhor. Para subir a passagem de ônibus, a qualidade deveria subir, pois se não há qualidade, o preço da passagem se torna indispensável. E, por mais que tenha sido feita a troca de viação, acredito que não foi feita mais que a obrigação, pois a qualidade da antiga estava ruim, e qualquer coisa que colocasse, já seria uma melhora. Sendo assim, o transporte de Araraquara não é nem um pouco exemplo para a cidade".

Ele ainda afirma sobre o novo sistema de controle de passes feito nos ônibus, e fala sobre as verdadeiras melhorias que poderiam ser feitas para que o ônibus esteja á altura do preço proposto. ‘’Atualmente, foi feito o controle em relação ao passe de ônibus. Quem tem o passe, poderia utilizar quantas vezes quisesse, e agora, está limitado, sendo usado apenas uma vez a cada uma hora em catraca diferente. Fico pensando nos pais de família. Até mesmo o meu pai passou por esta situação, pois antigamente poderia passar no mesmo ônibus várias vezes os passes para serem pagos à sua família, e hoje, tem que ser pagos na hora. Melhorias, de verdade, para ser justo o preço, seria a quantidade de ônibus, quantidade de horários, sua própria qualidade, que já até foi uma referência no interior. Sem contar que deixa a desejar a falta de modernidade, até mesmo pela qualidade de vida do passageiro", desabafa.

Outro lado

A assessoria de imprensa da CAT e da Empresa Cruz, empresas privadas responsáveis pelos ônibus de Araraquara, informou sobre o aumento de passagem e também sobre a restrição de passe. A justificativa para o reajuste, foi que a antiga empresa privada responsável, CTA, fez acordos com a atual, Empresa Cruz. E em uma das cláusulas do contrato, foi o reajuste anual da passagem, ou seja, todo o ano, será feito o aumento da passagem de ônibus.
Sobre a restrição do passe dos passageiros, a assessoria de imprensa explicou que se o passageiro compra para ele o passe, tem a liberdade de usar várias vezes. A restrição, no entanto, seria para vale transportes de trabalhadores e para estudantes. Para o vale transporte, a empresa paga um valor fixo para o trabalhador usar e, por isso, há esta restrição. Para os estudantes, há a restrição pelo desconto.
A assessoria afirmou também que não é possível abaixar o valor, pois por mais que o preço esteja perto do preço das maiores cidades a prefeitura das mesmas disponibilizam verbas para as empresas de ônibus e, em Araraquara, não recebem, pois a prefeitura é apenas cliente do consórcio e repassa descontos e verbas para os alunos, e para quem quiser, não há nenhum tipo de subsídio para a empresa privada responsável pelos ônibus urbanos da cidade. 

Publicada e 18/4/2017 às 21h59.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/