Ageuniara

Busca por alimentação saudável cresce em Araraquara

Por: PAULO ROBERTO VICENTE

28/03/2017

Comer de maneira natural nunca esteve tão em alta. Mais que um modismo, a alimentação saudável se une a qualidade de vida e tende a trazer vários benefícios a saúde. De acordo com um estudo da agência de pesquisa Euromonitor, o Brasil é o 5° lugar no ranking dos países que mais consomem alimentos saudáveis e o mercado de alimentação ligado à saúde e ao bem-estar cresceu 98% em todo o pais de 2009 a 2014. 

As pessoas têm sido cada vez mais exigentes com seus hábitos alimentares e buscam formas de consumo mais naturais e saudáveis visando maior qualidade de vida e a preocupação com as consequências da má alimentação, além das doenças relacionadas, tais como dislipidemia, colesterol alto, obesidade, gastrite, hipertensão e diabetes.

Estudo realizado pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP), Governo do Estado de São Paulo e o Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL), o Brasil Foods Trends – 2020, revelou que a demanda por alimentos mais saudáveis é uma das maiores tendências para os próximos dez anos. Um dos fatores que impulsionam o setor é o aumento da expectativa de vida do brasileiro, que passa a se preocupar mais com a saúde.

Percebendo essa demanda crescente, a indústria tem investido em produtos especiais, principalmente com a redução de glúten, lactose, açúcares, gorduras e sódio, além de frutas e legumes livres de agrotóxicos.

Ainda, de acordo com o estudo, o setor de restaurantes e lanchonetes também se  adequou ao mercado de alimentação saudável, que teve um crescimento 870% nos últimos dez anos e se estabelece como forte tendência para a década seguinte. Este tipo de restaurante prima por utilizar ingredientes orgânicos e não industrializados e têm sido associado à sustentabilidade e preservação da natureza.

Para Jaqueline Campioni, cliente de um restaurante de alimentação saudável, é possível manter uma boa alimentação mesmo estando o dia todo fora de casa: "Eu sou gerente, pessoa jurídica, em uma cooperativa de crédito, tenho um dia cheio de visitas a associados em campo e preciso estar sempre bem disposta. Tenho uma rotina de alimentação fora de casa e os novos restaurantes de comida leve me ajudaram muito nisso, pois através deles consigo me manter na dieta e não fico com aquele famoso sono, após o almoço por conta da alimentação pesada", revela.

" A comida saudável hoje, acredito eu,  ganhou muito espaço por conta das pessoas que têm uma vida que obriga a estar sempre enérgico. Fora que atrelado a isso, mantenho minha saúde em ordem e meu peso também. Sempre carrego comigo frutas e castanhas, por exemplo, que são alimentos fáceis de comer em qualquer lugar".

A nutricionista Raíssa Runho recomenda inserir na alimentação frutas e fibras (como aveia, chia e linhaça pois as fibras ajudam a diminuir o índice glicêmico das frutas), retirar produtos industrializados, reduzir o sal dos alimentos, trocar os refinados por integrais, optar por alimentos orgânicos, aumentar ingestão de água principalmente no verão e realizar atividades físicas.

“Os restaurantes que realmente fazem comida saudável e não tÊm apenas o rótulo, são ótimas opções para quem não tem tempo de cozinhar ou não gostam de cozinhar. É uma excelente alternativa para evitar comidas industrializadas, salgados assados ou fritos e com alto teor de sódio que são muitos ruins para saúde”, destaca Raissa.
  
Para Tatiane Procópio, a alimentação natural tem ganhado cada vez mais espaço na mesa dos brasileiros por oferecer opções de alimentos saborosos, leves e diversificados: "Antes de readequar minha alimentação, eu comia muitos salgados, frituras, condimentos, doces e refrigerantes e não praticava nenhum exercício físico. Me sentia muito indisposta e cansada. Há aproximadamente um ano, procurei um especialista que me recomendou uma reeducação alimentar e prática de atividades físicas. No começo foi difícil, mas consegui me adaptar em poucos meses e incluir alimentos saudáveis no meu dia a dia", diz  

Ela come, por exemplo, arroz integral, ovos, temperos naturais e frutas, além de várias receitas muito saborosas. " E foi possível perceber muitas melhorias. Hoje me sinto mais disposta e feliz com o meu corpo, pois perdi dez quilos através desta mudança", finaliza.

Publicada em 28/03/2017 às 23h45.



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/