Notícias

1º Encontro Brasileiro de Biocelulose reúne pesquisadores de mais de vinte instituições, na Uniara

Publicado em: 06/06/2018

O “1º Encontro Brasileiro de Biocelulose - Enbiocel”, promovido pela Universidade de Araraquara – Uniara, por meio do Laboratório de Biopolímeros e Biomateriais – BioPolMat, e pelas unidades da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa de Fortaleza e de São Carlos, contou com a explanações e exposições de painéis de diversos convidados, e atividades para alunos dos ensinos fundamental e médio. O evento foi realizado nesta segunda e terça-feira, dias 4 e 5, nas unidades I e II da Uniara.

“O Encontro foi espetacular, com a participação de cerca de 110 pessoas e mais de cinquenta pôsteres apresentados, além da atuação do grupo de teatro Alquimia, da Unesp, e do Coral Uniara, que arrasou no fechamento do primeiro dia. Estavam reunidas mais de vinte instituições brasileiras e o representante de uma argentina, o professor Guilhermo Raul de Castro, da Universidad Nacional de La Plata”, relata o integrante do BioPolMat e um dos organizadores, Hernane Barud.

Uma das convidadas foi a professora da Universidade Feevale, Vanusca Dalosto Jahno, que falou sobre a “Avaliação da degradação de materiais em diferentes meios – do ‘in vitro’ ao intemperismo”. “No meu caso, lido com tecnologias limpas. Visamos sempre a uma ideia de pós-consumo e degradação. Minha fala foi sobre economia circular, que é a união de todas as áreas - começo, meio e fim ou sua volta à origem - de uma cadeia de produto”, explica a docente.

Ela comenta que a reciclagem, no Brasil, é um processo que ainda necessita de avanço, em relação a outros países. “Porém, estamos no caminho do reaproveitamento e da não geração de resíduos. A celulose, dependendo do meio onde está, não vai degradar o ambiente. E como isso estará mais tarde? É um estudo em conjunto que estamos desenvolvendo, para se ter essa visão”, diz.

A ideia do evento agradou a convidada. “A proposta é favorecer a formação de uma rede. Já faço projetos com o professor Hernane há alguns anos, e a intenção foi mostrar o que estamos fazendo na Feevale, para que possamos favorecer essa formação de rede e a colaboração entre outras universidades. Trabalhamos muito com o multidisciplinar – várias áreas em conjunto para um mesmo fim”, destaca.

Para Vanusca, o Encontro foi muito importante “porque, na realidade, a comunidade que estuda a celulose bacteriana, de alguma forma, só se encontra em eventos aleatórios, então, na Uniara, foi possível conversar sobre os mesmos assuntos, com visões diferentes, e aí, de fato, fizemos uma colaboração, como uma parceria que, em outros congressos não específicos, não conseguimos fazer”, aponta.

Reforçando a visão da professora, Barud aponta que é possível nascer uma rede de troca de conhecimentos entre os participantes do Encontro e outros interessados no tema. “Existem projetos de institutos nacionais, e a intenção é que o evento seja o primeiro de muitos. Vale destacar que o Brasil é pioneiro no uso de biocelulose no tratamento de feridas. Foi um brasileiro que descobriu isso. Com a junção de vários pesquisadores e formadores de opinião nessa área, a intenção é que tenhamos essa rede ‘linkando’ esses estudiosos sobre o assunto”, ressalta.

Na unidade II da instituição, alunos do Collegium Sapiens de Araraquara acompanharam algumas explicações sobre a impressão 3D com o coordenador do Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia em Medicina Regenerativa e Química Medicinal – PPGB/MRQM da Uniara, André Capaldo Amaral, e uma aula sobre bactérias, ministrada pelo professor do Programa, Wilton Rogério Lustri. A coordenadora pedagógica do ensino fundamental da escola, Selma Lúcia Moreira Ropelato, destaca que são conteúdos que os estudantes estão aprendendo. “Também foi uma oportunidade de conhecerem a universidade e analisarem a importância e viabilização profissional da vida deles, no futuro, além de entrarem em contato com a ciência e verem na prática a relevância da universidade em sua formação. Foi um trabalho muito rico e inédito”, avalia.

Na opinião do aluno do primeiro ano do ensino médio, Gustavo Teixeira, “o projeto promovido pela Uniara sobre impressoras 3D foi muito interessante, pois abordou o uso de suas tecnologias, o funcionamento e o quão úteis são em nossa sociedade”.

O professor do Sapiens, Felipe Almeida Moares Zampieri, afirma que a visita “foi uma oportunidade ímpar para esses alunos terem contato com espaços formais de produção científica”.

Quanto à aula sobre bactérias, para a estudante Isabela Puccinelli Pipoli, “foi uma grande experiência de aprendizados escolar e sobre o mundo”. “Achei maravilhoso e fascinante o quanto é útil a biocelulose e o quanto a ciência e a medicina estão avançadas”, completa.

O coordenador do PPGB/MRQM, Amaral, ressalta que o Programa, ao qual o BioPolMat é vinculado, tem entre as funções “proporcionar situações onde a ciência é debatida, abordar a questão da atualização, criar oportunidades para a viabilização de parcerias científicas, trazer o entendimento, no caso do Encontro, a aplicabilidade da celulose bacteriana, dentro de questões basicamente médicas, e mostrar, como foi visto no evento, a abrangência da área e pesquisas que precisam ser feitas de uma maneira mais massiva, para elucidar uma série de detalhes que dificultam explorar mais seu efeito, principalmente no tratamento de lesões de pele em humanos, por exemplo”.

“O evento permitiu trazer para Araraquara e região, pesquisadores de todos os cantos do país, cada qual com sua experiência com a celulose bacteriana, o que proporcionou um ambiente muito rico de debate e atualização. Isso fica muito mais próximo dos nossos alunos, de modo que acabem fazendo parte de todo esse cenário”, finaliza o coordenador.

Informações sobre o grupo BioPolMat e o PPGB/MRQM da Uniara podem ser obtidas no endereço www.uniara.com.br ou pelo telefone 0800 55 65 88.

Últimas notícias:

Busca

Assessoria de imprensa
assimprensa@uniara.com.br
16 3301 7142
Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /