/cursos/presencial/graduacao/nutricao/ /cursos/presencial/graduacao/nutricao/ 355 95 Nutrição Graduação

Formação: Bacharelado

Modalidade: Presencial

Período: Noturno

Duração: 4 anos

Vagas: 120

Nutrição

O Curso

O nutricionista é o profissional que tem a responsabilidade de contribuir para a promoção, a preservação e a recuperação da saúde dos indivíduos, orientando-os quanto à seleção e ao consumo de alimentos saudáveis e necessários ao organismo. O nutricionista atua, dessa forma, na manutenção da saúde e na prevenção de doenças durante todo o ciclo de vida das pessoas. Uma das mais importantes funções do profissional é evitar a desnutrição e a fome e promover a reeducação alimentar das pessoas, levando-as, assim, a uma melhoria na qualidade de vida e evitando os danos à saúde provocados por uma alimentação incorreta. O curso de Nutrição da Uniara visa a formar formação humanista, generalista e crítica deste profissional, que deve se preocupar com o a promoção da saúde, promovendo bem-estar.

Mercado de Trabalho

O papel do nutricionista é o de promover a saúde por meio da alimentação. Planejar, coordenar, administrar e garantir a segurança alimentar nos programas de alimentação e nutrição são tarefas desempenhadas por este profissional. Ele pode atuar em diversos locais, como por exemplo: empresas, escolas, hospitais, hotéis, restaurantes comerciais, spas, asilos, etc. Este profissional é quem define o cardápio de cada refeição, sugerindo quais são os pratos que suprem as necessidades nutricionais dos hóspedes, funcionários, pacientes e clientes. Ele orienta e prescreve dietas individuais ou para grupos. Para garantir a qualidade do que vai ser consumido, seu trabalho vai desde a seleção dos fornecedores e controle das matérias-primas até a supervisão da preparação dos alimentos.

 

Matriz Curricular

  • Anatomia Humana I;
  • Anatomia Humana II;
  • Avaliação Nutricional I;
  • Avaliação Nutricional II;
  • Bases Experimentais da Nutrição;
  • Bioestatística;
  • Biologia Celular;
  • Bioquímica I;
  • Bioquímica II;
  • Bromatologia I;
  • Bromatologia II;
  • Ciências Sociais Aplicadas;
  • Controle de Qualidade dos Alimentos I;
  • Controle de Qualidade II;
  • Doenças Infecciosas e Parasitárias de Interesse em Nutrição;
  • Economia;
  • Educação Nutricional e para a Saúde;
  • Ética e Orientação Profissional;
  • Farmacologia Aplicada à Nutrição;
  • Fisiologia Humana I;
  • Fisiologia Humana II;
  • Gastronomia;
  • Genética;
  • Histologia e Embriologia;
  • Imunologia;
  • Interpretação e Produção de Texto;
  • Introdução à Composição de Alimentos I;
  • Introdução à Composição de Alimentos II;
  • Introdução à Nutrição;
  • LIBRAS (Optativa);
  • Marketing em Alimentos e Nutrição;
  • Metodologia Científica I;
  • Metodologia Científica II;
  • Microbiologia dos Alimentos I;
  • Microbiologia dos Alimentos II;
  • Microbiologia Geral;
  • Nutrição e Dietética I;
  • Nutrição e Dietética II;
  • Nutrição em Saúde Pública I;
  • Nutrição em Saúde Pública II;
  • Nutrição Materno-Infantil;
  • Nutrição nas Fases da Vida I;
  • Nutrição nas Fases da Vida II;
  • Nutrição no Esporte;
  • Patologia da Nutrição e Dietoterapia I;
  • Patologia da Nutrição e Dietoterapia II;
  • Patologia I;
  • Patologia II;
  • Planejamento e Administração em Unidades de Alimentação e Nutrição I;
  • Planejamento e Administração em Unidades de Alimentação e Nutrição II;
  • Psicologia;
  • Química Geral;
  • Sistema Único de Saúde e Políticas Públicas;
  • Técnica Dietética I;
  • Técnica Dietética II;
  • Tecnologia de Alimentos;
  • Terapia Nutricional Enteral e Parenteral;
  • Vigilância Epidemiológica e Sanitária.

Corpo docente

Coordenação

Ana Carolina Carneiro possui graduação em Nutrição (1991) pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas - PUC e mestrado em Alimentos e Nutrição (2004) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP. Ministra aulas no ensino superior desde 2002.
http://lattes.cnpq.br/5507789443156095

Docentes

Adalberto Gonçalves Cunha é graduado em Licenciatura e Bacharelado em Ciências Biológicas (1987) pela Universidade Federal de São Carlos - UFSCar. Possui especialização em Histologia para Área de Saúde (2002) pela Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP e mestrado em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente (2009) pelo Centro Universitário de Araraquara - Uniara. Ministra aulas no ensino superior desde 1996.
http://lattes.cnpq.br/6304342400576323

Adilson César Abreu Bernardi possui graduação em Farmácia e Bioquímica (1992) pela Universidade de Ribeirão Preto - UNAERP, aperfeiçoamento em Análises Clínicas (1994), mestrado (2000) e doutorado (2005) em Biociências e Biotecnologia Aplicadas à Farmácia (área de concentração Microbiologia Clínica) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP. Ministra aulas no ensino superior desde 2003.
http://lattes.cnpq.br/5280956129788239

Alfredo Di Vito Neto possui graduação em Ciências Biológicas - Bacharelado e Licenciatura Plena (1988) pela Universidade Federal de São Carlos - UFSCar e doutorado em Genética e Evolução (1994) pela mesma Instituição. Ministra aulas no ensino superior desde 1998.
http://lattes.cnpq.br/3855880175314033

Ana Cristina Alves Lima possui graduação em Psicologia (2000) e mestrado em Psicologia Escolar (2003) pela Pontifícia Universidade Católica - PUC de Campinas. Ministra aulas no ensino superior desde 2004.
http://lattes.cnpq.br/8173096954364924

Angélica M. Manço Rubiatti possui graduação em Nutrição pela Universidade Metodista de Piracicaba - UNIMEP, mestrado e doutorado em Alimentos e Nutrição pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho UNESP . Atualmente é coordenadora do Curso de Nutrição da Faculdade de ASSER de Rio Claro e docente no Curso de Nutrição do UNICEP e Uniara. Tem experiência na área de Nutrição, com ênfase em Educação Nutricional e Nutrição Clínica, atuando principalmente nos seguintes temas: educação nutricional, ensino, pesquisa e extensão. Realiza atendimentos nutricionais em consultório.
http://lattes.cnpq.br/5017395557016099

Cassia Teresa Ramelo Guerreiro possui bacharelado em Química pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP, mestrado e doutorado (2001) em Química pela mesma Instituição. Ministra aulas no ensino superior desde 2001.
http://lattes.cnpq.br/2694178382132231

Douglas Fernando Peiró possui graduação em Ciências Biológicas - bacharelado e licenciatura plena (2004) pelo Centro Universitário de Araraquara - Uniara. Mestrado em Biologia Comparada (2008) pela Universidade de São Paulo. Doutorado em Biologia Comparada (2012) pela Universidade de São Paulo, com doutorado sanduíche no exterior na University of Louisiana at Lafayette nos Estados Unidos. Tem pós-doutorado em Sistemática e Genética Molecular (2014) pela Université de Poitiers na França.
http://lattes.cnpq.br/5669020123403306

Fabiana Florian possui graduação em Ciências Econômicas (2000) pelo Centro Universitário de Araraquara - Uniara, é mestre em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente (2005) pela mesma Instituição e doutora em Ciência dos Alimentos e Nutricionais (2014) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP. Ministra aulas no ensino superior desde 2006.
http://lattes.cnpq.br/7128829324567785

Fernanda Pontin de Mattos Guimarães possui graduação em Nutrição (1983) pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas - PUC e mestrado (2001) em Enfermagem em Saúde Pública pela Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo - USP. Ministra aulas no ensino superior desde 2001.
http://lattes.cnpq.br/3361245034512603

Genair Silva Romualdo possui graduação em Ciências Biológicas - bacharelado (1994) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP, mestrado (1997) e doutorado (2002) em Ciências Biológicas - Anatomia pela mesma instituição. Ministra aulas no ensino superior desde 2001.
http://lattes.cnpq.br/5385452622233596

Gislane Lilian Martins Pierri possui graduação em Farmácia Bioquímica - modalidade Análises Clínicas e Toxicológicas (1991) pela Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP. É especialista em Gestão Sanitária (2001) pela Universidade de São Paulo - USP e em Administração Hospitalar e Gestão em Saúde (2007) pela Universidade Santo Amaro - UNISA. Ministra aulas no ensino superior desde 1996.
http://lattes.cnpq.br/6922669866456922

Graziela Alves Zanotto Lopes possui graduação em Nutrição pela Universidade Metodista de Piracicaba - UNIMEP, especialização em Saúde Pública e mestrado em Alimentos e Nutrição pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho -UNESP , onde é doutoranda. Ministra aulas no ensino superior desde 2003.
http://lattes.cnpq.br/7142004625866588

Heloisa Horta de Lima Aiello Macfadem possui graduação em Engenharia de Alimentos pela Fundação Educacional de Barretos - UNIFEB, mestrado em Alimentos e Nutrição pela Universidade Estadual Paulista -Júlio de Mesquita Filho - UNESP. Ministra aulas no ensino superior desde 2010.
http://lattes.cnpq.br/0381518603687648

Janaina Ferri Cintrão possui graduação em Ciências Sociais (1983) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP, e em Geografia (1984) pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Jales, mestrado (1990) e doutorado (1999) em Sociologia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP. Ministra aulas no ensino superior desde 1993.
http://lattes.cnpq.br/6143087792238091

José Ricardo Soares de Oliveira possui graduação em Farmácia Bioquímica (1994) pela Faculdade de Ciências Biológicas de Araras - Fundação Hermínio Ometto, mestrado (1999) e doutorado (2011) em Ciências Farmacêuticas pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP. Ministra aulas no ensino superior desde 1998.
http://lattes.cnpq.br/0028456845144403

Juliana Constâncio Bolini possui graduação em Odontologia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP e mestrado em Ciências Fisiológicas pela Universidade Federal de São Carlos - UFSCar. Ministra aulas no ensino superior desde 2009.
http://lattes.cnpq.br/9323299663203625

Marisa Chahud possui graduação em Química (1984) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP, mestrado (1993) e doutorado (1997) em Química Analítica pela mesma Instituição. Ministra aulas no ensino superior desde 1994.
http://lattes.cnpq.br/4874787799490490

Patrícia Meciano Simone Barreto possui graduação em Nutrição pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas - PUC, especialização em Gestão Qualidade Total e Reengenharia de Empresas pela Federação das Faculdades Isoladas de Araraquara e mestrado em Ciências Nutricionais pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.
http://lattes.cnpq.br/6633348595313926

Rita de Cássia Garcia Pereira possui graduação em Nutrição pelas Faculdades Integradas São Camilo e mestrado em Ciências Médicas pela Universidade de São Paulo. É doutora em Ciências Nutricionais pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP. Ministra aulas no ensino superior desde 2002.
http://lattes.cnpq.br/8736002341028815

Thalita Pedroni Formariz Pilon possui graduação em Farmácia Industrial (2001) pela Pontifícia Universidade Católica - PUCCAMP, mestrado (2004) e doutorado (2008) em Ciências Farmacêuticas pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP. Ministra aulas no ensino superior desde 2009.
http://lattes.cnpq.br/5096227747630693

Vestibular

INICIAR INSCRIÇÃO NO VESTIBULAR

Data da Prova 

10/06/2017 (das 14h às 16h)

Prazo de Inscrição

Na Uniara: de 17/04/2017 até 05/06/2017 (22:00 h)
Na Internet: de 17/04/2017 até 05/06/2017 (23:59 h)

Taxa de inscrição

R$ 25.00

SAIBA MAIS SOBRE O VESTIBULAR

Aguarde mais informações.

Contato

Telefone

Ligação gratuita: 0800 55 65 88
Horários: 2ª a 6ª feira, das 8h às 22h e sábado das 8h às 12h.

Endereço

Universidade de Araraquara – Uniara
Rua Carlos Gomes, 1338 – Centro – Araraquara/SP.
Horários: 2ª a 6ª feira, das 8h às 22h e sábado das 8h às 12h.

Dúvidas

Deixe sua mensagem abaixo:


Utilizamos o RECAPTCHA como medida de segurança no envio de mensagens através do nosso site. Caso você tenha dúvidas sobre a utilização desse sistema, clique aqui e saiba mais sobre o RECAPTCHA.

Iniciação Científica

A Uniara oferece aos seus alunos um Departamento de Iniciação Científica cujas atividades são de natureza extracurricular e devem contribuir para o desenvolvimento do espírito científico e do pensamento reflexivo, da ciência e da tecnologia, para a criação e difusão da cultura e, portanto, para o entendimento do homem e do meio em que vive. Professores e alunos dos cursos de graduação são os agentes vitais neste processo.

Aguarde o resumo dos projetos de iniciação científica desenvolvidos pelo curso de Nutrição.

Regulamento das Atividades de Iniciação Científica:

Capítulo I

Das Disposições Preliminares

Artigo 1º - É finalidade do presente Regulamento normatizar as atividades de Iniciação Científica do Centro Universitário de Araraquara.

Artigo 2º - Para contemplar a diversidade da cultura acadêmica universitária da Instituição, as atividades de Iniciação Científica serão próprias de todos os Departamentos, Cursos e Áreas de Conhecimento, respeitadas as normas estabelecidas para sua proposição, desenvolvimento e avaliação.

Capítulo II

Dos Compromissos da Iniciação Científica

Artigo 3º - As atividades de Iniciação Científica distinguem essencialmente as tarefas formadoras dos alunos dos cursos de graduação por dizerem respeito à pesquisa.

Parágrafo Único - A pesquisa de Iniciação Científica é de natureza extracurricular.

Artigo 4º - As atividades de pesquisa de Iniciação Científica devem contribuir para o desenvolvimento do espírito científico e do pensamento reflexivo, da ciência e da tecnologia, para a criação e difusão da cultura e, portanto, para o entendimento do homem e do meio em que vive.

Artigo 5º - Os professores e os alunos dos cursos de graduação são agentes vitais das atividades de Iniciação Científica.

Capítulo III

Dos Objetivos da Iniciação Científica

Artigo 6º - As atividades de Iniciação Científica serão desenvolvidas sob a orientação ampla de incentivar o envolvimento de alunos e professores de graduação nas atividades de pesquisa de natureza extracurricular.

Artigo 7º - São objetivos da Iniciação Científica:

I - Incentivar pesquisadores produtivos a envolverem os alunos de graduação no processo acadêmico, otimizando a capacidade de orientação à pesquisa da Instituição;

II - Despertar vocação científica e incentivar talentos potenciais entre os alunos mediante suas participações em projetos de pesquisa;

III - Proporcionar ao aluno, orientado por pesquisador qualificado, a aprendizagem de técnicas e métodos científicos, e estimular o desenvolvimento do pensar cientificamente e da criatividade, decorrentes das condições criadas pelo confronto direto com os problemas de pesquisa;

IV - Aprimorar o processo de formação dos alunos visando a sua qualificação profissional para o setor produtivo.

Capítulo IV

Das Atividades da Iniciação Científica

Artigo 8º - As atividades de Iniciação Científica serão norteadas pelos objetivos fixados no artigo 7º.

Artigo 9º - As atividades a que se refere este Regulamento serão propostas e desenvolvidas sob a forma de projetos e de programas de pesquisa.

Parágrafo 1º - Para os fins deste Regulamento, entenda-se por projeto toda atividade de pesquisa proposta em conformidade com os cânones da pesquisa científica, com prazo limitado de realização, e definição de pessoal especificamente a ela alocado; e, por programa, um conjunto de projetos  inter-relacionados.

Parágrafo 2º - O prazo para a realização de projetos de pesquisa será de 11 meses.

Parágrafo 3º - O prazo para a realização de programas de pesquisa será definido em conformidade com a complexidade e a abrangência de cada programa.

Artigo 10 - Os projetos e os programas de pesquisa propostos na Instituição serão submetidos à apreciação e aprovação do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão, que se pronunciará sobre mérito acadêmico, adequação formal e custos.

Parágrafo 1º - Os projetos e os programas poderão ser propostos por professores dos Departamentos, do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão, e dos Núcleos e Grupos de Estudo.

Parágrafo 2º - Os projetos e os programas deverão vincular-se, preferencialmente, ao tema-eixo já definido pelo Centro Universitário de Araraquara - Uniara -, denominado Meio Ambiente e a Região de Araraquara.

Parágrafo 3º - Também poderão incorporar desdobramentos de temas e estudos que façam parte das Monografias de conclusão dos cursos de graduação.

Artigo 11 - O desenvolvimento dos projetos e dos programas dependerá da aprovação da Reitoria.

Capítulo V

Da Coordenação de Iniciação Científica

Artigo 12 - As atividades de Iniciação Científica serão supervisionadas por uma Comissão presidida por um professor com titulação de Doutor designado pela Reitoria, e constituída ainda pelo Pró-Reitor Acadêmico, pelo Coordenador de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão, e por um representante de cada Departamento, designado pelo respectivo Chefe.

Parágrafo Único - Caberá ao Presidente da Comissão referida no "caput" deste artigo a Coordenação das atividades de Iniciação Científica

Artigo 13 - Compete à Coordenação de Iniciação Científica:

1. Estimular os professores da Instituição para atuar nas atividades da Iniciação Científica;

2. Assessorar a elaboração de projetos e programas;

3. Participar dos processos de seleção de alunos candidatos à Iniciação Científica;

4. Acompanhar o desenvolvimento de projetos e programas aprovados;

5. Apreciar, com parecer de mérito, propostas de projetos e programas de Iniciação Científica, e relatórios semestrais e finais de atividades, encaminhando-os à Reitoria;

6. Organizar atividades acadêmicas que proporcionem aos professores orientadores a ampliação, o aprofundamento e o aperfeiçoamento de sua formação científica e, consequentemente, de sua capacidade de orientação à pesquisa.

Artigo 14 - A Coordenação de Iniciação Científica organizará eventos voltados à divulgação da produção de Iniciação Científica da Instituição.

Parágrafo Único - O evento representado pelo Congresso Anual de Iniciação Científica do Centro Universitário de Araraquara - Uniara constituirá a oportunidade de excelência para a divulgação dessa produção.

Artigo 15 - A Coordenação de Iniciação Científica desenvolverá atividades de assessoria aos professores na proposição de projetos e de programas.

Capítulo VI

Dos Professores Orientadores

Artigo 16 - Poderão ser orientadores os professores da Instituição que atenderem às exigências contidas nos objetivos da Iniciação Científica, contemplados no artigo 7º deste Regulamento.

Parágrafo Único - Poderá ser priorizado o desenvolvimento de projetos e programas de Iniciação Científica, já aprovados, que estejam sob a responsabilidade de professores engajados e comprometidos com as finalidades e compromissos institucionais do Centro Universitário de Araraquara - Uniara.

Artigo 17 - São atribuições do professor orientador:

1 - Propor projetos e/ou programas de pesquisa de Iniciação Científica de acordo com as normas deste Regulamento.

2 - Participar do Processo de Seleção de alunos candidatos à Iniciação Científica em projetos e/ou programas sob sua responsabilidade.

3 - Desenvolver as atividades de orientação relacionadas aos projetos e/ou programas aprovados.

4 - Favorecer a divulgação da(s) pesquisa(s) sob sua orientação nos cursos e Departamentos, promovendo oportunidades de acesso a alunos e professores em geral.

5 - Elaborar relatórios semestrais de atividades que serão submetidos à apreciação da Coordenação de Iniciação Científica.

Artigo 18 - Aos professores orientadores, cujos projetos e/ou programas tiverem o seu desenvolvimento priorizado, poderá ser efetuada remuneração na forma de ampliação de carga horária semanal, tomando-se como critério a categoria da hora-aula.

Capítulo VII

Do Processo de Seleção

Artigo 19 - Poderão inscrever-se como candidatos ao Processo de Seleção de orientandos de Iniciação Científica alunos dos cursos de graduação da Instituição que tenham:

1- sido aprovados em todas as disciplinas dos dois primeiros semestres ou períodos do curso de graduação;

2 - disponibilidade para dedicação às atividades de Iniciação Científica;

3 - familiaridade com uma língua estrangeira;

4 - habilidades básicas de informática.

Artigo 20 - Os Processos de Seleção poderão ser realizados tanto no 1º como no 2º semestre de cada ano letivo e dependerão da aprovação da Reitoria.

Parágrafo 1º - O edital de divulgação do Processo de Seleção deverá explicitar as exigências para inscrição, os procedimentos de seleção, os objetivos e as atividades previstas no projeto de pesquisa, as atribuições dos orientandos em cada caso.
Parágrafo 2º - A seleção propriamente dita deverá ser realizada por meio de procedimentos que verifiquem o grau de atendimento ao disposto no Artigo 19, a capacidade dos candidatos para enfrentar as atividades de pesquisa, e a adequação da motivação para o trabalho científico.

Parágrafo 3º - Os Processos de Seleção previstos no “caput” deste artigo serão de responsabilidade da Coordenação de Iniciação Científica.

Capítulo VIII

Dos Alunos Orientandos

Artigo 21 - São considerados alunos orientandos os classificados no Processo de Seleção previsto no Artigo 20 e seus parágrafos.

Artigo 22 - São atribuições do aluno orientando:

1 - Desenvolver as atividades de pesquisa que são inerentes ao projeto em que foi admitido;

2 - Contribuir para a divulgação da pesquisa de que participa junto aos alunos e professores dos cursos da Instituição, promovendo oportunidades de conhecimento do processo de seu desenvolvimento e de seus resultados;

3 - Relatar ao professor orientador as atividades de pesquisa cumpridas e que integrarão os relatórios semestrais de atividades que serão submetidos à apreciação da Coordenação de Iniciação Científica.

Artigo 23 - Os alunos orientandos que participarem dos projetos cujo desenvolvimento foi priorizado poderão ser gratificados com premiações e publicações.

Artigo 24 - A Instituição também poderá cobrir as despesas decorrentes da participação de alunos orientandos em Congressos, Simpósios, Reuniões Científicas em que forem apresentar os trabalhos de pesquisa.

Capítulo IX

Das Disposições Gerais

Artigo 25 - Aplicam-se subsidiariamente ao presente as normas gerais pertinentes, dispostas no Regimento Geral do Centro Universitário de Araraquara.

Artigo 26 - O presente Regulamento entra em vigor após sua aprovação pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão deste Centro Universitário.

APROVADO EM 29 DE MAIO DE 1999.

Eventos

Encontro de Nutrição

O Encontro de Nutrição da Uniara é realizado anualmente e tem como principal objetivo promover a ampliação e o aperfeiçoamento da formação dos alunos e de docentes do curso de Nutrição, por meio de conferências, palestras e minicursos proferidos por especialistas e estudiosos convidados.

Feira de Cursos da Uniara – FEC

Anualmente, os alunos do curso de Nutrição participam da Feira de Cursos da Uniara (FEC), em que as unidades I e II da Instituição se abrem à visita de milhares de alunos de escolas da cidade e região, pais de alunos, professores e interessados em geral, para conhecerem os cursos da Instituição. Ao contrário do que acontece em outras feiras, na FEC o visitante conhece a profissão na prática efetiva ou com simulações da realidade de cada profissão.

Além dos estandes, dos serviços oferecidos e da possibilidade de conversar com alunos, professores e coordenadores, os visitantes podem assistir a shows de música, teatro, dança e ainda receber um brinde.

No estande do curso de Nutrição, são passadas informações sobre a pirâmide alimentar, ensinadas receitas e feito o cálculo do Índice de Massa Corporal (IMC) dos visitantes.

O Profissional

O nutricionista é o profissional que tem a responsabilidade de contribuir para a promoção, a preservação e a recuperação da saúde dos indivíduos, orientando-os quanto à seleção e ao consumo de alimentos saudáveis e necessários ao organismo. O nutricionista atua, dessa forma, na manutenção da saúde e na prevenção de doenças durante todo o ciclo de vida das pessoas.

Uma das mais importantes funções do profissional é evitar a desnutrição e a fome e promover a reeducação alimentar das pessoas, levando-as, assim, a uma melhoria na qualidade de vida e evitando os danos à saúde provocados por uma alimentação incorreta.

Clínica Integrada

A Clínica Integrada de Saúde da Uniara é uma iniciativa da Instituição para o atendimento clínico-terapêutico da população. Esse atendimento está previsto no convênio firmado entre a Uniara e a Prefeitura Municipal de Araraquara, com o intuito de possibilitar a prestação desses serviços ao município.

No local, são atendidos crianças e adultos encaminhados pelos Postos de Saúde da rede pública, funcionários da Uniara e seus familiares e pacientes encaminhados pelas Clínicas de Fisioterapia e Fonoaudiologia da Uniara.

Os atendimentos são realizados por alunos do curso de Nutrição da Uniara, supervisionados por professores, e contam como carga horária de Estágio Supervisionado em Nutrição Clínica e como Estágio Supervisionado em Nutrição em Saúde Pública.

O estagiário conta com esse espaço para a vivência prática do atendimento clínico-terapêutico, tendo como aprimorar seus conhecimentos por meio do contato com o paciente e conhecendo todos os procedimentos da consulta, sempre pautado nos princípios éticos do profissional nutricionista.

Horários de Atendimento:

  • Crianças (Projeto Obesidade Infantil):

Segunda-feira: das 08h00 às 11h00 e das 14h00 às 17h00.

  • Adultos:

Quinta-feira: das 14h30 às 17h00.
Sexta-feira: das 08h30 às 11h30 e das 13h30 às 16h30.

  • Atendimentos de Casos Especiais (Paralisia cerebral, pacientes com sondas...):

Terça-feira: das 14h00 às 16h30.

Receitas

Os arquivos estão no formato PDF.

Projeto Obesidade Infantil

O Projeto Obesidade Infanto-Juvenil, fruto de uma parceria entre a Clínica Integrada de Saúde da Uniara, o curso de Nutrição e a Secretaria Municipal de Saúde, atende crianças e adolescentes de 4 a 18 anos de idade com problemas de sobrepeso e obesidade, bem como orienta as famílias a respeito de educação alimentar e nutricional.

As crianças são encaminhadas por pediatras dos Postos de Saúde da rede Municipal de Araraquara à Clínica Integrada da Uniara, onde são feitos os atendimentos.

O primeiro passo do tratamento é conversar com a mãe para saber os hábitos alimentares da família e a consciência que ela tem em relação ao problema da obesidade. Em seguida, classifica-se a criança em sobrepeso ou obesidade para então fazer o cálculo e a introdução da dieta adequada, além de recomendações sobre a prática de exercícios físicos.

Retornos semanais são marcados no início do tratamento, para que a criança se enquadre no processo. Em seguida, passam a ser quinzenais e mensais, até que a criança atinja o peso correto para sua idade, determinado a partir de parâmetros clínicos e características familiares.

Na ocasião, os alunos da 4ª série do curso de Nutrição da Uniara abordam a questão do tamanho da porção no prato das refeições e explicam as regras da pirâmide alimentar, que orienta, por exemplo, o consumo maior de frutas, legumes e verduras ao invés de produtos calóricos e conceitos de moderação, proporcionalidade e harmonia.

Há grupos, destinados às crianças e às mães, que fazem parte do projeto, aos quais todos são convidados a participar. Essa ideia nasceu da necessidade de os “iguais” se reconhecerem e da necessidade de sair das consultas individuais e ir para a prática.

As crianças ficam com um grupo de alunas no laboratório, onde são realizadas atividades lúdicas e de prática alimentar com receitas diversas. A cada estação do ano são feitas receitas diferentes, bem como a cada encontro é abordado um tema. Os encontros são bimestrais. Já as mães ficam com a professora responsável, com quem têm uma conversa informal sobre as dificuldades do tratamento. Neste momento, elas podem falar com sinceridade assuntos que ficariam constrangidas em dizer na presença dos filhos. Além disso, sentem-se à vontade também para aprender as orientações sobre alimentação, como montar uma lista de compras, o que ter na geladeira, na dispensa e regras da boa alimentação.

Horários de atendimento:

Crianças: Segunda-feira, das 08h00 às 11h00 e das 14h00 às 17h00.
 

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N