Ageuniara

Consumo de café pode prevenir doenças neurodegenerativas

Por: JULIA TAVARES DE MORAES

12/06/2017

O café é uma das matérias-primas com maior importância no comércio internacional e uma das bebidas mais consumidas em todo o mundo. Segundo uma pesquisa publicada pelo Instituto de Informação cientifica, beber três xícaras de café por dia ajuda a prevenir o Alzheimer, a possibilidade de desenvolver a doença cai em até 20%.

Segundo a pesquisa, a cafeína é uma substância que ajuda a prevenir a formação de placas amilóides — característica do Alzheimer. Além disso, tanto a cafeína quanto os polifenóis reduzem a inflamação e diminuem a deterioração das células do cérebro, especialmente as áreas relacionadas com memória.

A nutricionista Lívia Edgar, de Araraquara (SP), relata outros benefícios do café: “A cafeína é o componente mais conhecido e estudado do café, responsável pelo efeito estimulante popularmente conhecido. Quando consumida em quantidades adequadas, a cafeína reduz a sonolência, a apatia e a fadiga, além de favorecer a atividade intelectual do indivíduo, aumentando a capacidade de atenção, concentração e memória, também é eficaz no alivio de alguns tipos de dores de cabeça, como as cefaleias de tensão, devido as suas propriedades vasoconstritoras, mas seu efeito depende da dose ingerida”.

“ De maneira geral, vendemos bastante café expresso nos dias de semana, no período da manhã, a maioria dos funcionários do comercio fazem sua primeira refeição no nosso estabelecimento. Durante os finais de semana, vendemos mais os famosos cafés gourmets, as pessoas costumar vir aqui com a família”, afirma um gerente de uma cafeteria de Araraquara,(que prefere o anonimato), ao avaliar o consumo do café pela população. 

Apesar de trazer inúmeros benefícios, a cafeína deve ser utilizada com moderação, presente em diferentes tipos de termogênicos, quando consumida em alta dose, pode provocar insônia e acelerar os batimentos cardíacos.

“Todavia, o fato de tomar café até tarde da noite, com o intuito de ficar desperto para estudar ou trabalhar, pode prejudicar a atenção, a concentração e a memória no dia seguinte. O sono é uma função que deve ser praticada de forma natural e sem interferência. Por isso, o consumo exagerado de café à noite muitas vezes é considerado um fator de estresse”, observa Lívia.

Como qualquer outro alimento, o café deve ser consumido com moderação, evitando principalmente as doses com excesso de açúcar. Para iniciar uma alimentação saudável e o consumo de alimentos preventivos, procure um nutricionista para melhor orientá-lo.

Publicada em 13/6/2017 às 20h59. 

 



Destaques:

Reportagens recentes:

Todas as reportagens

Reproduzir o conteúdo do site da Uniara é permitido, contanto que seja citada a fonte. Se você tiver problemas para visualizar ou encontrar informações, entre em contato conosco.
Uniara - Universidade de Araraquara / Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / CEP 14801-340 / 16 3301.7100 (Geral) / 0800 55 65 88 (Vestibular)
N /ageuniara/